A TRAVESSIA

“A história do acrobata francês Philippe Petit que, mesmo sem ter autorização legal, conseguiu atravessar sobre um cabo entre as torres gêmeas do World Trade Center em 7 de agosto de 1974.”

Ao assistir (por duas vezes rsrs), os insights passearam por:

  • Phillippe foi um grande empreendedor. Levantou expertise, parceiros e recursos para realizar um propósito grandioso e impossível.
  • Visionários e grandes realizadores são sim loucos. Alguns mais, outros menos.
  • Coragem, leveza, certeza, resiliência e um toque de transgressão estão presentes no coração dos que fazem história.
  • Ninguém faz nada sozinho. Sim, Phillippe é um gênio; mas me admira o trabalho fiel dos seus parceiros, que se apaixonam por ele e pelo seu sonho. Não sei quem admiro mais. Mesmo!
  • Quando alguém lhe perguntar “por que?” você abraça e luta pelas suas aspirações, responda apenas: Porque sim! Porque x me chamou e eu precisava vir.
  • Não precisamos ter 24 anos para andar na corda bamba 🙂
  • É loucura o que ele fez? Sem dúvida! Para mim! Para ele, loucura seria não fazê-lo!
  • Olhar para trás faz as coisas parecerem mais simples do que quando olhamos à frente. Na época do feito de Petit, artistas de hard-wire eram incomuns; a própria arte de rua começava a ganhar charme e mainstream na Europa. Expulso de casa, falhando e sofrendo algumas humilhações, ele continuou; não porque queria reconhecimento (talvez um pouco disso também rs), mas simplesmente, porque era o que ele tinha que fazer. Será que sabemos o que temos de fazer? E se sabemos… temos a coragem de fazê-lo?

Está no Netflix! IMPERDÍVEL!

Vamos tomar um café?

Nome*

Karina Tarabay

Estamos Online

Karina Tarabay
Olá, precisa de ajuda?
Envie sua mensagem.

FRIDAY’S HIGHLIGHTS

Receba dicas, artigos e vídeos sobre lifestyle design, gerenciamento do stress, inteligência social e emocional, empreendedorismo e inovação toda sexta-feira em seu email. Esses são alguns dos temas que estarão presentes na nossa comunicação.

Check*