carregando

Atividades online ou presenciais
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
06.00 - 07.00
Meditação e foco (online)
06.00
06.30

Meditação e movimento (nível 1)
06.30
07.30

Meditação e movimento
06.30
07.30

Meditação e foco (online)
07.45
08.15
Meditação e movimento (nível 1)
06.30
07.30

Meditação e movimento
06.30
07.30

Meditação e foco (online)
07.45
08.15
Meditação e foco (online)
06.00
06.30
07.00 - 08.00
Meditação e foco (online)
07.45
08.15
08.00 - 09.00
Meditação e foco (online)
08.30
09.00
12.00 - 13.00
Meditação e foco (online)
12.00
12.30
Curso de filosofia oriental nível 2 (online)
12.00
13.30
Meditação e foco (online)
12.00
12.30
13.00 - 14.00
18.00 - 19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00

Meditação e foco (online)
18.30
19.00
Cursos
(Consulte a agenda)
18.30
19.00
19.00 - 20.00
Mindfulness Design (online)
19.00
20.00
Meditação e movimento (nível 1 online)
19.00
20.00
Meditação e movimento (nível 1)
19.00
20.00
Clube de leitura avançada (online)
19.00
20.00

Meditação e movimento (nível 1 online)
19.00
20.00
Curso de filosofia oriental
19.00
20.00
20.00 - 21.00
Meditação e movimento (nível 1)
20.00
21.00
Meditação e movimento (nível 2 online)
20.00
21.00
Meditação e movimento (nível 2)
20.00
21.00
Meditação e movimento (nível 2 online)
20.00
21.00
21.00 - 22.00
Clube do Livro (online)
21.00
22.00
Mentalização
21.00
22.00
Clube do Livro (online)
21.00
22.00
Bate-papo Viagens
21.00
22.00
Bate-papo Filmes
21.00
22.00

Segunda

  • Meditação e foco (online)
    06.00 - 06.30
  • Meditação e movimento (nível 1)
    06.30 - 07.30
  • Meditação e movimento
    06.30 - 07.30
  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00
  • Mindfulness Design (online)
    19.00 - 20.00
  • Meditação e movimento (nível 1)
    20.00 - 21.00
  • Clube do Livro (online)
    21.00 - 22.00

Terça

  • Meditação e foco (online)
    12.00 - 12.30
  • Meditação e movimento (nível 1 online)
    19.00 - 20.00
  • Meditação e movimento (nível 2 online)
    20.00 - 21.00

Quarta

  • Meditação e movimento (nível 1)
    06.30 - 07.30
  • Meditação e movimento
    06.30 - 07.30
  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15
  • Curso de filosofia oriental nível 2 (online)
    12.00 - 13.30
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00
  • Meditação e movimento (nível 1)
    19.00 - 20.00
  • Meditação e movimento (nível 2)
    20.00 - 21.00
  • Mentalização
    21.00 - 22.00

Quinta

  • Meditação e foco (online)
    06.00 - 06.30
  • Meditação e foco (online)
    12.00 - 12.30
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00
  • Clube de leitura avançada (online)
    19.00 - 20.00
  • Meditação e movimento (nível 1 online)
    19.00 - 20.00
  • Meditação e movimento (nível 2 online)
    20.00 - 21.00
  • Clube do Livro (online)
    21.00 - 22.00

Sexta

  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15
  • Curso de filosofia oriental
    19.00 - 20.00
  • Bate-papo Viagens
    21.00 - 22.00

Sábado

  • Meditação e foco (online)
    08.30 - 09.00
  • Bate-papo Filmes
    21.00 - 22.00

Domingo

  • Cursos (Consulte a agenda)
    18.30 - 19.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
21.00 - 22.00
Bate-papo Filmes
21.00
22.00

Sábado

  • Bate-papo Filmes
    21.00 - 22.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
21.00 - 22.00
Bate-papo Viagens
21.00
22.00

Sexta

  • Bate-papo Viagens
    21.00 - 22.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
19.00 - 20.00
Clube de leitura avançada (online)
19.00
20.00

Quinta

  • Clube de leitura avançada (online)
    19.00 - 20.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
21.00 - 22.00
Clube do Livro (online)
21.00
22.00
Clube do Livro (online)
21.00
22.00

Segunda

  • Clube do Livro (online)
    21.00 - 22.00

Quinta

  • Clube do Livro (online)
    21.00 - 22.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
19.00 - 20.00
Curso de filosofia oriental
19.00
20.00

Sexta

  • Curso de filosofia oriental
    19.00 - 20.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
12.00 - 13.00
Curso de filosofia oriental nível 2 (online)
12.00
13.30
13.00 - 14.00

Quarta

  • Curso de filosofia oriental nível 2 (online)
    12.00 - 13.30
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
18.00 - 19.00
Cursos
(Consulte a agenda)
18.30
19.00

Domingo

  • Cursos (Consulte a agenda)
    18.30 - 19.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
06.00 - 07.00
Meditação e foco (online)
06.00
06.30
Meditação e foco (online)
06.00
06.30
07.00 - 08.00
Meditação e foco (online)
07.45
08.15
Meditação e foco (online)
07.45
08.15
Meditação e foco (online)
07.45
08.15
08.00 - 09.00
Meditação e foco (online)
08.30
09.00
12.00 - 13.00
Meditação e foco (online)
12.00
12.30
Meditação e foco (online)
12.00
12.30
18.00 - 19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00
Meditação e foco (online)
18.30
19.00

Meditação e foco (online)
18.30
19.00

Segunda

  • Meditação e foco (online)
    06.00 - 06.30
  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00

Terça

  • Meditação e foco (online)
    12.00 - 12.30

Quarta

  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00

Quinta

  • Meditação e foco (online)
    06.00 - 06.30
  • Meditação e foco (online)
    12.00 - 12.30
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00
  • Meditação e foco (online)
    18.30 - 19.00

Sexta

  • Meditação e foco (online)
    07.45 - 08.15

Sábado

  • Meditação e foco (online)
    08.30 - 09.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
06.00 - 07.00
Meditação e movimento
06.30
07.30
Meditação e movimento
06.30
07.30
07.00 - 08.00

Segunda

  • Meditação e movimento
    06.30 - 07.30

Quarta

  • Meditação e movimento
    06.30 - 07.30
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
19.00 - 20.00
Meditação e movimento (nível 1 online)
19.00
20.00
Meditação e movimento (nível 1 online)
19.00
20.00

Terça

  • Meditação e movimento (nível 1 online)
    19.00 - 20.00

Quinta

  • Meditação e movimento (nível 1 online)
    19.00 - 20.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
06.00 - 07.00
Meditação e movimento (nível 1)
06.30
07.30
Meditação e movimento (nível 1)
06.30
07.30
07.00 - 08.00
19.00 - 20.00
Meditação e movimento (nível 1)
19.00
20.00
20.00 - 21.00
Meditação e movimento (nível 1)
20.00
21.00

Segunda

  • Meditação e movimento (nível 1)
    06.30 - 07.30
  • Meditação e movimento (nível 1)
    20.00 - 21.00

Quarta

  • Meditação e movimento (nível 1)
    06.30 - 07.30
  • Meditação e movimento (nível 1)
    19.00 - 20.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
20.00 - 21.00
Meditação e movimento (nível 2 online)
20.00
21.00
Meditação e movimento (nível 2 online)
20.00
21.00

Terça

  • Meditação e movimento (nível 2 online)
    20.00 - 21.00

Quinta

  • Meditação e movimento (nível 2 online)
    20.00 - 21.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
20.00 - 21.00
Meditação e movimento (nível 2)
20.00
21.00

Quarta

  • Meditação e movimento (nível 2)
    20.00 - 21.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
21.00 - 22.00
Mentalização
21.00
22.00

Quarta

  • Mentalização
    21.00 - 22.00
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
19.00 - 20.00
Mindfulness Design (online)
19.00
20.00

Segunda

  • Mindfulness Design (online)
    19.00 - 20.00
No events available!

O que as pessoas querem?

Não há fórmula mágica para compreender a complexidade dos anseios humanos. Arquitetados de formas muito singulares, cada um de nós relaciona-se de maneira também muito particular com o mundo e temos aspirações, desejos, medos e carências que precisam de estudo e tempo para serem descobertos e atendidos. Porém, há sim, verdades comuns a todos nós. Compreendê-las não só nos permite fluir pelas tramas sociais com inteligência e sucesso, mas, principalmente, nos faz reverberar uma atmosfera de conforto e felicidade que contagia quem estiver ao seu entorno. Em última análise esse efeito torna o seu mundo mais prazeroso e estimulante, pois, protagonista desse fenômeno, você é capaz de transformar a realidade objetiva onde quer que esteja, tocando as pessoas da forma que merecem e precisam.

 

As pessoas querem pertencer; querem ser abraçadas por um coletivo que as reconheça, aceita, testemunha e protege. Então, devemos ser lentos em julgar e rápidos em compreender. Todos somos imperfeitos e cheios de lacunas; os seus hiatos são diferentes dos meus e é só isso que nos separa. Temos de ser bons só o suficiente para cumprir nossos sonhos. A todo tempo nós nos negamos compaixão diante das nossas próprias falhas e quando somos envolvidos por olhares mais gentis que os nossos, alcançamos um certo estado de elevação; uma receptividade que nos reúne com o sentimento de amor incondicional e de que está tudo bem não ser infalível. Reencontramos na complacência do outro a perspectiva de viver nossa melhor versão.

 

Precisamos de afeto, de contato, de celebração sensorial, de sermos vistos e testemunhados. Queremos compartilhar o que vemos, ouvimos e sentimos, não queremos estar sós. A solidão é uma invisibilidade cruel que torna a existência injustificada. Podemos estar a sós e não em estado de solidão; ou cercados de centenas e em profunda solidão. Solidão é, com efeito, um estado emocional e mental, não conectado à realidade objetiva. Brindar, a todos com quem cruzar, o olhar nos olhos, a presença, a companhia sincera e dedicada, ainda que por um breve instante, preenche o coração com amizade e dignidade; é a certeza da nossa significância e vínculo com a comunidade.

 

Também queremos ser necessários. Somente quando somos necessários a alguém podemos manifestar nossas características: a coragem, a força, as habilidades intelectuais… só assim materializamos o que somos e nos lançamos em tais missões de utilidade. É no precisar do outro que somos lembrados de tudo o que somos capazes. Então porque não ofertar ao outro a oportunidade de expressar sua contribuição, simplesmente, pedindo ajuda? Guardado no pedido de auxílio está um manifesto de confiança e vulnerabilidade que enaltece o paladino ao estado de propósito e notoriedade. A entrada aos nossos problemas é um grande presente que sela uma parceria fecunda para ambas as partes.

 

Mas, pertencimento e senso de contribuição não bastam. Desejamos um palco, construído para nós, onde possamos brilhar revelando nossos predicados e causas. Queremos ser reconhecidos ali, na arena que nos pertence, nas particularidades e nuances da nossa essência; não na busca de ser o que não somos e nos esconder atrás de uma cortina de referências voláteis. Cultivar a admiração por modelos, ídolos e mentores, é inspiração, copiá-los na íntegra, em detrimento do que somos, é sabotagem. Ficamos à margem de tudo aquilo que podíamos ser no afã ignóbil de atender os estereótipos. É natural querermos ser iguais para pertencer à tribo, mas também é urgente encontrarmos nosso papel na diversidade e sermos autênticos. Essa é a nossa contribuição ao coletivo.

 

Uma vez que conhecemos este papel singular que temos no mundo, estamos prontos para dar passagem às pessoas para que se sobressaiam. Um grande sinal de elegância, autoconhecimento e autoconfiança, é ceder a cena ao outro, concedendo-lhe importância e escuta atenta. Apenas aquele que é inseguro se acotovela para chegar na frente, se exibe como um pavão espalhafatoso, interrompe, se afoba, ignora outras possibilidades e centra o universo em si. Esse último não enxerga além do próprio nariz, não cresce ao trocar genuinamente com a pluralidade e perde a chance de ver alguém se iluminar ao descobrir, desenvolver e exercer seus trunfos como ser humano. Ofereça espaço, respeito e tempo às pessoas.

 

Nós, ainda, precisamos criar. A máxima missão da vida é gerar mais vida; produzir, criar, procriar, cultivar, deixar legado. Necessitamos da liberdade para gerar vida à nossa maneira e ver o resultado da nossa criação. Filhos, empreitadas, conquistas profissionais, pessoais, encontrar soluções para problemas difíceis, expressar-se pela arte, dedicar-se ao jardim, debater ideias e encontrar novas conclusões… são tantas as formas de criar e cultivar a vida. E qualquer uma de suas expressões nos realiza, ainda que de forma muito inconsciente.

 

Por fim, nós fomos projetados para evoluir. Eternos insatisfeitos com as limitações de nossas máquinas biológicas, encontramos realização ao superar desafios. Àqueles que nos impomos, chamamos de desafios; àqueles que nos são impostos, problemas. Semântica. Estamos aqui para aprender, crescer, compartilhar e seguir em frente. Por isso adoramos as novidades; são a nossa sede inconsciente por descobrir mais e mais e agregar à consciência tudo aquilo que nos eleva da circunstância anterior de ignorância.  Guiar quem está em seu entorno a reconhecer os desafios como as oportunidades de nos forjarmos para além de nós mesmos toma um papel fundamental na dinâmica inteligente das relações humanas. Celebrar as pequenas vitórias, lembrar as pessoas de onde elas vieram e onde chegaram, apontar que é possível lapidar seus mecanismos de escolha e assumir que farão melhor amanhã vai lhes dar motivação e recompensa.

 

Fazer as pessoas mais felizes, amadas, respeitadas, reconhecidas, livres e criativas está ao alcance de todos nós. Palavras, gestos e até mesmo pensamentos, impactam os indivíduos que lhe cercam e transformam histórias. Mais conscientes do poder de influência que temos é nossa missão mudar o nosso mundo por meio da inteligência social. E quem estiver ao seu redor aprenderá com você ao assistir como você desliza na teia que lhe conecta às pessoas, e copiarão o seu comportamento. Isso acontece, simplesmente, porque também é uma urgente necessidade nossa fazer os outros felizes. Os sentimentos e sorrisos que provocamos voltam para nós, pois nos identificamos com as emoções uns dos outros a todo tempo. O mundo, afinal, é mesmo um espelho do que estamos lançando a ele e colhemos os frutos de uma vida mais realizadora, leve e afortunada, simplesmente porque soubemos amestrar as permutas, as concessões, os egos, os timings, enfim, o destino dos nossos encontros com a nossa própria essência, no outro.