Blog
(11) 3842-1980

Rua João Lourenço, 137 - Vila Nova Conceição, São Paulo - SP

DeROSE School

O que arte tem a ver com empreendedorismo?

| Por Bruno Prilip | Muitas pessoas não se atrevem a buscar uma grande realização. Não se permitem pensar e…Leia mais.

| Por Bruno Prilip |

Muitas pessoas não se atrevem a buscar uma grande realização. Não se permitem pensar e escolher a vida ideal – aquela que gostariam, de fato, de experienciar. E eu ainda era adolescente quando percebi que esse seria, inevitavelmente, o caminho de uma vida de frustrações. O susto foi útil: decidi que faria diferente.

Encontrar um propósito, uma razão para viver e trabalhar com entusiasmo e prazer, pode parecer uma daquelas reflexões existenciais complexas e que nunca se esgotam. Pode ser. Mas foi estudando casos de sucesso de empreendedores em diversas áreas (artes, esportes, negócios) que encontrei um fator comum entre eles: coragem. Eles assumiram a dúvida e o risco para se tornarem empreendedores dos próprios sonhos.

Compartilho com você três desses grandes exemplos que me inspiram:

Veli Matti Saarela

Famoso acrobata da Finlândia, ele alcançou, ao longo de anos de dedicação e treinamentos intensos, um nível de performance único. Para viver integralmente da sua arte, fundou a VellusTa Tricking Team. Seu time é constantemente contratado para realizar shows e workshops por toda a Europa. Admiro-o pelo fato de viver da própria arte e ter sucesso financeiro com ela.

https://www.instagram.com/vellusta/

Michael Clayton

Artista Brasileiro e empreendedor do DeROSE Method, encontrou, primeiramente, a si mesmo. Então, escolheu a pintura como forma de expressar sua arte. Por meio dos ensinamentos do professor DeRose, Michael rompeu seus próprios paradigmas e decidiu que faria grandes realizações com sua arte. E assim tem sido: ele já realizou exposições em New York, Dubai, Paris (Museu do Louvre) e Noruega.

https://www.instagram.com/michael_clayton/

Érico Rocha

Grande exemplo de empreendedorismo, Érico tem incríveis sacadas sobre marketing digital. Ele me mostrou que é possível trabalhar com qualquer coisa e ter independência financeira.

Basta ter confiança no seu serviço e saber como vendê-lo para as pessoas certas.

 

É preciso mesmo ter coragem e convicção em si para concretizar grandes realizações. E, ao buscar isso para minha vida, encontrei a arte.

A arte vai além da lógica. Permite expressar aquilo que está fervilhando internamente e precisa se libertar. Ela rompe a barreira das desculpas e inseguranças para que uma grande força realizadora dê impulso rumo ao inimaginável.

Já são anos de estudo e prática. Investi muito para alcançar um nível de performance que me permitiu entrar para a companhia de artes cênicas na qual, hoje, atuo. O caminho para o nível profissional é longo, mas o fato é que já vivo meu sonho. Eu sei disso a cada término de apresentação, quando as pessoas se aproximam de mim e contam que o espetáculo lhes causou inspiração. Ou quando meus seguidores nas mídias sociais acompanham minha rotina de treinamento e se motivam com ela. Porque arte é empreendedorismo e propósito.

E você, já encontrou a sua arte?

 

Voltar